segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Reebok Spartan Race em Barueri carimbou tricampeonato de Leonardo Meira e Cristiane Campelo



Campeões só perderem uma edição da maior corrida com obstáculos do mundo; 4° edição no Brasil teve mais de 3 mil atletas presentes e etapa kids com recorde de inscrições

Com meia trégua de chuva, a cidade de Barueri recebeu, neste domingo (08/10), a 4° edição da Reebok Spartan Race no Brasil. A maior corrida com obstáculos do mundo foi realizada no 20° GACL (Grupo de Artilharia de Campanha Leve) do Exército, e contou com mais de 3 mil atletas inscritos nas categorias elite, competitive, open e kids. Esta última bateu recordes de registrados, com 250 mini corredores dispostos a encarar os obstáculos do trajeto de 450 m. O sol esteve presente de forma agradável durante quase todo o evento, a não ser entre 11h30 e 12h15, que foi o período em que a água não parou de cair do céu.

O campeão da elite masculina foi o paranaense Leonardo Meira, que conquistou o primeiro lugar pela terceira vez. Léo completou a percurso em menos de 30 minutos e revelou que a sua maior dificuldade da prova não é física, e sim memorial. “Rapaz, o obstáculo de arremessar a lança é complicado, mas nenhum é tão difícil quanto o memory test. Eu não sou muito bom de cabeça e nunca consigo lembrar minha senha, mas glória a Deus que consegui garantir o tricampeonato e agora posso focar na preparação para a Spartan no Chile, que será no início de novembro”, confessou o atleta de 29 anos.



Entre as mulheres o destaque foi para Cristiane Campelo, que corre apenas há dois anos e, assim como Léo Meira, sagrou-se tricampeã da corrida no Brasil. Cris sobrou em sua categoria, deu o famoso grito de guerra da Spartan Race (AROOO) em sua linha de chegada e, movida pelo bom-humor, cogitou o fato de sempre ter um bom desempenho a ser dona de casa. “Eu amo a Spartan, o formato, a premiação, então torço para que tenham mais etapas no meu país. O segredo para sempre estar no pódio é o treinamento. Faço isso de forma intensa há duas temporadas somente, mas sou mãe há 17 anos, tenho três filhos e uma casa para cuidar, então isso deve ajudar meu condicionamento físico”, brincou a paulistana, que além do tri brasileiro, soma também um título na Reebok Spartan Race do Chile, em 2016.

A arena espartana, com 5,1 km de distância, muita lama e mais de 20 obstáculos, recebeu cerca de 5 mil pessoas, que além de se arrepiarem a cada largada e de terem desfrutado de um domingo especial, em família ou entre amigos, ainda puderam encontrar uma variedade de food trucks, com opções para todos os gostos.

Spartan Race World Championship, nos EUA, teve time brasileiro

Thiago de Sá integrou o Team Brazil na Spartan Race World Championship, no último dia 1° de outubro, na Califórnia, e, mesmo desgastado com os dois dias puxados de competição e mais a viagem exaustiva, fez questão de correr mais uma edição nacional. Ele, que confessou ter a barba inspirada no personagem Jarl Borg, da série norte-americana Vikings e a pedido do sobrinho Gabriel, de 9 anos, chegou na 15° colocação. Apesar do lamento, comemorou a dura concorrência.

“Não esperava esse resultado, queria ter ficado entre os cinco primeiros, mas realmente não cheguei com 100%. O cansaço do Mundial ainda está sendo sentido e fico feliz com a rapaziada que correu aqui hoje. O nível só aumenta e todo atleta de ponta gosta de competir com os melhores. Parabéns a todos e à organização da Spartan, que a cada ano traz mais qualidade e profissionalismo”, elogiou o paulista, que teve companhia de Antônio Gonçalves e Samanta Máximo no Mundial (o Brasil terminou no 15° lugar).

Sobre a Reebok Spartan Race

Criado em 2007, nos Estados Unidos, e com mais de 300 provas na Europa, Ásia, Oceania e América Latina, o evento, que conta com o patrocínio global da Reebok, é considerado a maior prova de obstáculos do mundo, tendo arrastado mais de dois milhões de participantes durante seus festivais. No Brasil, o evento chega por intermédio da X3M Sports Business. A ideia de superação de limites ao lado de família e amigos é um dos pilares da competição, que terá mais uma edição em território brasileiro ainda este ano.

Fotos: Mariana Caldas / Adriana Moreno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recomendado pra você

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares