quarta-feira, 5 de abril de 2017

Florianópolis já respira os ares do Revezamento Volta à Ilha

Maior prova de revezamento da América Latina acontece no próximo sábado recebendo atletas de 14 estados e quatro países - Foto: Gabriel Heusi/Heusi Action
Considerado um dos principais eventos esportivos de Santa Catarina, o Revezamento Volta à Ilha chega a sua 22ª edição em 2017 atraindo quatro mil corredores de 14 estados e quatro países (Estados Unidos, Argentina, Honduras e Irlanda) consolidando-se como a maior prova do gênero na América Latina. E desde já a capital catarinense começa a respirar os ares do evento com a chegada de centenas de atletas a Florianópolis, que sedia a competição nesse sábado (9).

Segundo dados da Eco Floripa, empresa que organiza a prova desde sua primeira edição, 73% dos participantes, aproximadamente 3.000 atletas, são de fora de Santa Catarina, sendo que muitos deles trazem a família para acompanhar o evento. “Todo ano é a mesma coisa, ansiedade para chegar em novembro e garantir a vaga e depois para abril quando é o mês da prova. Essa é 11ª vez que participamos do Revezamento Volta à Ilha e o engraçado é que com as rotinas corridas de trabalho o nosso grupo de amigos acaba se encontrando em Florianópolis para a prova. É uma festa”, explica Sergio Guerreiro, paulista de 52 anos.

“Para quem corre a Volta à Ilha é a prova mais esperada do ano. É um momento onde podemos interagir com os amigos em um evento de grandes desafios e lindas paisagens”, acrescenta Sergio. É justamente esse sentimento que o Revezamento Volta à Ilha causa nas pessoas e que fizeram com que a prova se tornasse uma das mais admiradas por corredores de todo país e do mundo.

Ainda segundo dados da organização, o evento esportivo desse final de semana vai gerar um impacto financeiro de aproximadamente dez milhões de reais ao município, especialmente na rede hoteleira e gastronômica. Ao todo serão mais de 500 profissionais envolvidos durante os dias que antecede a corrida e no sábado, quando acontece a prova.

“Após vinte e duas edições é muito gratificante ver no que o Revezamento Volta à Ilha se tornou. Já recebemos ao longo desses anos mais de vinte e cinco mil corredores e ajudamos a estimular a economia e o turismo de Florianópolis. Apesar de já fazermos a prova há muito tempo sempre ficamos felizes em ver que as pessoas chegam para o evento com a animação e motivação de como se fosse a primeira vez”, comenta Profº Carlos Duarte, organizador do evento.

A partir dessa quinta-feira a movimentação já começa a ficar mais intensa com o início da retirada de kits no Hotel Majestic. A entrega será realizada a partir das 14h dessa quinta-feira até às 19h e na sexta das 10h às 21h.

Confira os 17 trechos e o grau de dificuldade do Revezamento Volta à Ilha:
1 – Largada – Avenida Beira-Mar Norte – 10,1 km – Fácil
2 – Rodovia SC-401 (Decathlon) – 9,8 km – Difícil
3 – Santo Antônio de Lisboa (Praça) – 8,0 km – Moderado
4 – Praia da Daniela – 5,1 km – Moderado
5 – Jurerê Antigo (fim da praia) – 5,3 km – Moderado
6 – Cachoeira do Bom Jesus (Rua Otácilio Costa Neto) – 10,4 km – Muito, muito difícil
7 – Praia Brava (Rua Ari Kardec B. Melo) – 5,2 km – Difícil
8 – Praia dos Ingleses (praia, final da R. Dante de Patta) – 4,7 km – Fácil
9 – Praia do Santinho (Posto Guarda-Vidas) – 8,4 km – Muito difícil
10 – Praia do Moçambique – 5,7 km – Muito difícil
11 – Barra da Lagoa (cidade da Barra) – 8,1 km – Muito difícil
12 – Praia da Joaquina (Posto Guarda-Vidas) – 4,9 km – Muito difícil
13 – Praia do Campeche – 7,7 km – Muito difícil
14 – Praia da Armação (perto da Lagoa do Peri) – 9,3 km – Difícil
15 – Praia dos Açores (Morro do Sertão) – 16,7 km – O mais difícil
16 – Tapera (Fazenda da Ressacada) – 15,2 km – Difícil
17 – Via Expressa Sul (Saco dos Limões) – 6,2 km – Fácil
         Chegada – Avenida Beira-Mar Norte - Trapiche

Sobre o Revezamento Volta à Ilha:

Idealizada no ano de 1996 pela Eco Floripa, a Volta à Ilha se caracteriza por ser uma prova de revezamento que desafia as equipes a dar uma volta completa correndo na Ilha de Santa Catarina, capital do Estado. A prova é dividida em 17 trechos que desafiam os atletas em 140 km de praias, asfalto, dunas e trilhas. As equipes são formadas por dois, oito ou até doze atletas e competem em 8 categorias: Duplas, Aberta, Aberta Mista, Feminina, Veteranas 40, 50, 60 anos e Veterana mista.

Além da participação no asfalto, dunas, trilhas e praias, o sucesso no Revezamento Volta à Ilha requer também um grande trabalho em equipe. Ainda, a prova conta com o acolhedor público da capital catarinense, que vai aos principais pontos da corrida para incentivar os competidores. Todos esses elementos fazem do Revezamento Volta à Ilha a principal competição do gênero na América Latina.

O evento que começou com dezenas de atletas, hoje recebe aproximadamente 4.000 atletas de 14 estados brasileiros e do Mundo. Em 2015, o Revezamento Volta à Ilha completou seu 20º aniversário, consolidando-se no cenário nacional e internacional e agora, para sua 22ª edição a expectativa e ansiedade dos atletas permanece a mesma. A prova se consagrou pela qualidade e pelo profissionalismo da Eco Floripa, que a cada ano se responsabiliza por realizar um evento cada vez melhor e inesquecível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recomendado pra você

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares