Circuito Popular tenta neutralizar o impacto ambiental causado por provas

Largada de prova do Circuito Popular paulistano (Francisco Pinheiro)
Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Já neste domingo, 5 de junho de 2016, o Circuito Popular da cidade de São Paulo torna-se sustentável. O evento, segundo a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, a responsável por ele, vai medir a poluição causada pela prova e estabelecer quantas árvores terão de ser plantadas para neutralizar o impacto ambiental e a emissão de carbono.

Neste domingo, a partir das 7h, no Centro Esportivo Jardim São Paulo, na zona norte da capital paulista, o Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDM) vira o novo parceiro da secretaria no evento.

“Com esse trabalho, o IBDM passa a medir o grau de poluição causado durante a corrida, como o descarte de copinhos de água, e vai repassar a necessidade do plantio institucional referente à neutralização das emissões de dióxido de carbono (CO²) na atmosfera para a Seme”, diz texto publicado no site da secretaria.

O Esportividade descreveu na semana passada como será essa corrida de 5 km. Leia esta reportagem: Circuito Popular chega ao distrito de Santana com uma prova muito técnica. E, neste texto, saiba mais novidades: Prefeitura de São Paulo quer atrair iniciativa privada para Circuito Popular melhorar.

Comentários

Recomendado pra você

Postagens mais visitadas

Planilha de Corrida GRÁTIS para 5km 10km 21km 42km

Tatuagens de corrida: como atletas estampam seu amor pelo esporte na pele