Levar o cachorro para correr pode fazer bem ao animal

Hábito pode ser saudável e divertido para seu companheiro peludo

Por Edmur Hashitani

Muitas pessoas têm adquirido o hábito de levar seus cachorros para os treinos de corridas e já há até provas dedicadas aos que gostam de correr junto com seu pet. Mas é importante saber como aproveitar a excelente companhia em um hábito que também faça bem à saúde do animal.

A prática da corrida, em si, faz bem aos cães, desde que eles sejam saudáveis. De acordo com a Dra. Gabriela Bianchi, veterinária da rede Petz, esse exercício pode fazer bem à musculatura dos cachorros, aumentar a capacidade respiratória, controlar o peso e o exercício ainda pode diminuir o risco de doenças.

O primeiro e importante passo é levar o seu amigo a um veterinário para fazer um check-up e verificar suas condições físicas. Como nos humanos, a corrida pode agravar doenças no coração, traqueia ou problemas ortopédicos nos animais.



Com os resultados em ordem, a corrida pode trazer muitos benefícios. A veterinária explica que correr elimina alguns problemas comportamentais, como lambeduras excessivas das patas, mordeduras, melhora a ansiedade e diminui a agressividade do animal.

No entanto, são necessários alguns cuidados para que o treino não cause nenhum problema ao seu companheiro. Um dos principais é estar sempre atento à temperatura e evitar sair nos horários mais quentes, já que o chão pode queimar os coxins – as famosas almofadinhas das patas.



Além disso, para aqueles que ainda não estão acostumados com a corrida, o ideal é iniciar com uma caminhada leve e aumentar a intensidade ao longo do tempo. Afinal, os cachorros também precisam se preparar para a atividade, como nós humanos fazemos nos nossos primeiros treinos.

É preciso, também, estar ligado nos sinais que o cachorro pode dar durante a corrida para ver se é necessário fazer uma pausa, por exemplo. A Dra. Gabriela explica que “de acordo com seu cão, você irá perceber a necessidade de ele parar e relaxar um pouco”.



Outra semelhança importantíssima entre cães e humanos é a necessidade de hidratação. Segundo a veterinária, é importante sempre levar água na corrida. Ela explica que se deve oferecer o líquido a cada 10 ou 15 minutos para que não haja desidratação. Mas é preciso que o animal beba devagar, para evitar vômitos. A alimentação também deve ser observada e ser feita até duas horas antes do início da atividade física.

Também devem ser levados em conta a raça e tamanho dos cachorros antes de simplesmente botá-los para correr. A Dra. Gabriela conta que os cães de porte médio são os mais indicados para acompanhar o exercício. De acordo com ela, “é importante sempre levar em conta a raça e a origem. As raças braquicefálicas, como Pug e Buldogue, por conta da sua anatomia, não suportam altas temperaturas e caminhadas ou corridas longas. Cães de raças pequenas como York, Maltês e Sptiz Alemão normalmente não aguentam grandes caminhadas e corridas”.



Outro fator para que o treino corra bem é o entrosamento entre o cão e seu dono. “É importante que ele saiba andar adequadamente com o tutor, para não ficar parando em todas as árvores e mexendo com todos os animais que passam. Realize as corridas ou caminhadas ao ar livre de maneira tranquila para que o pet faça desse momento um prazer para ambos”, comenta a Dra. Gabriela.

Tomados todos esses cuidados não há motivos para não levar seu amigo peludo para o treino, aproveitando para se divertir e cuidar da saúde dos dois.

Comentários

  1. comecei correr com meu cão faz três meses, é um mestiço pastor com pit buul,ele fica muito feliz em correr e eu também, já que eu treinava só, no inicio começamos com distância pequena agora já estamos fazendo 12 kms, só que em um ritmo menor de que o meu, é muito divertido, dá um pouco de trabalho no inicio para orientar ele a não parar em todo poste e não revidar as provocações dos outros cães soltos na rua, mas essa fase já passou agora é só alegria, muito bom.

    ResponderExcluir
  2. E eu não posso mais imaginar a manhã sem o meu Spaniel, pois isso acontece durante toda a vida, já que raramente está em repouso, na verdade. Eu peguei esse cachorro da minha vizinha, que deixou os Estados Unidos para morar na Europa com a mãe. E eu imediatamente encontrei uma
    loja online https://goo.gl/9kXvv3 de produtos para animais, eu pedi tudo o que eu precisava, comida, tigelas, um colarinho.
    Mas então eu nem imaginava que o cachorro seria mais do que um animal para mim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Recomendado pra você

Postagens mais visitadas

Planilha de Corrida GRÁTIS para 5km 10km 21km 42km

Tatuagens de corrida: como atletas estampam seu amor pelo esporte na pele