Yescom lança número de peito antifraude


A Yescom, organizadora de algumas das corridas mais tradicionais do Brasil, como a São Silvestre, Volta da Pampulha e Meia Maratona do Rio, lança esta semana o número de peito antifraudes. A novidade está disponível já para a Meia Maratona de São Paulo, que será realizada neste domingo, 11 de março.

A partir de agora, os números de peito serão impressos em um papel especial, com uma marca d’água visível apenas quando exposta a luz neon, comprovando que são originais. Esta tecnologia já é utilizada em ingressos de shows, por exemplo, e agora está sendo trazida para o mundo das corridas.

Com a novidade, corredores que eventualmente estejam com números falsificados não conseguirão acessar a arena do evento após a prova, para pegar medalhas, por exemplo.

A medida visa garantir que apenas o corredor que tem direito à medalha e ao kit pós-prova o façam, garantindo o atendimento adequado ao corredor devidamente inscrito.

Comentários

  1. Mais uma ótima notícia para um controle mais efetivo nas corridas de rua no Brasil, infelizmente um “mal necessário” tendo em vista as recentes atitudes dos “pipocas”/”bandidos”. Gostaria que houvesse mais staff para o controle de acesso, de forma a evitar gargalos e atrasos na entrada dos atletas em suas baias (o que já vi ocasionar muita correria, empurra e gente pulando as grades). Outra forma de controle interessante seria o número de peito com cor diferente de acordo com o sexo do inscrito, e que o chip já viesse integrado ao mesmo! Parabéns à organizadora pelas medidas, torcemos para que a prova ocorra sem grandes transtornos aos regularmente inscritos e que os preços não subam de maneira exorbitante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O chip já etsa colado no número de peito... inovação ...

      Excluir
  2. Gostei da novidade,a chip esta colado no número de peito... a cor esta distinta por pelotão... vai revolucionar as arenas... a Yescom tem ótimos circuitos e as principais corridas. .

    ResponderExcluir
  3. Vai ser motivo pra aumentarem ainda mais os preços das corridas! Acho que seria justo fazer kits alternativos, como por exemplo só com o número de peito e a medalha, o custo seria mais baixo e a maioria poderia participar de maneira regular!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Vanilda. Algo interessante aqui no DF,no último sábado a corrida de Reis (corrida grátis) reuniu cerca de 16.000 corredores inscritos e + uma multidao de pipocas. Um evento pago dificilmente chega a metade disso, a conclusão é que a adesão em corridas pagas é baixa justamente pelos valores altos, valores mais justos são necessários.Essa opção de kit mais em conta é pertinente, resta sabe se é de interesse da organização né, pelo jeito visam somente lucrar mesmo.

      Excluir
  4. Apreciei a inovação mas já prevejo um aumento no valor (ja elevado) das corridas oferecidas. Espero, sinceramente, que isso venha somar para que as corridas fiquem mais organizadas e nós ganhemos em qualidade. Também acho que deveria ser oferecida a opção de kits mais em conta contendo somente o número de peito.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Não sou contra os pipocas participarem da corrida mesmo porque a rua é pública e mtas vezes a pessoa não conseguiu se inscrever por n motivos, desde financeiro ou desconhecimento. Eu já fui na pipoca pq qdo resolvi ir, para apoiar minha amiga a inscrição estava esgotada. Achei bacana a idéia mas só espero q esta tecnologia não aumente o preço, porque as inscrições estão bem caras para os kits pré e principalmente pós prova!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Recomendado pra você

Postagens mais visitadas

Tatuagens de corrida: como atletas estampam seu amor pelo esporte na pele

adidas promove corrida virtual em toda a America Latina